Pular para o conteúdo principal

Sonhar é Inerente à vida do ser humano - Marcos Casuo

Sonhar é inerente à vida do ser humano.  
Mas, são poucas as pessoas que conseguem transformá-los em realidade, seja porque simplesmente decidiram dar um novo rumo às suas vidas ou, então, porque os obstáculos foram mais fortes que seus mais incontidos desejos. A entrevista que trago hoje, para os leitores do RH.com.br, é especial por um aspecto: meu entrevistado não é um profissional da área de Recursos Humanos, mas tem sido requisitado por muitas empresas para passar um recado extremamente importante - a importância da sinergia para a que as pessoas não formem apenas um grupo, mas sim um verdadeiro time. 
Refiro-me a Marcos Casuo, presidente da Universo Casuo (UC), uma companhia que nasceu a quase três anos e que oferece aos seus clientes a magia do circo, através da música, da dança, de acrobacias e de um figurino que encanta pessoas de todas as idades. Casuo passou por empresas de destaque, dentre elas o Cirque du Solei - considerada uma das organizações que mais cresce no mundo. Hoje, ele orgulha-se e abre um sorriso largo ao afirmar que transformou seu sonho em realidade e que conta com uma equipe que se motiva através dos desafios. "Por inúmeras vezes, meus amigos me pegavam sonhando acordado e por esses momentos fui motivo de chacota, piadas e dingol - músicas com rima sobre meus desejos. Hoje consigo descrever o indescritível que está relacionado ao meu desejo de criar e realizar. Sair do Cirque du Soleil para montar o meu Universo foi mais um salto em minha vida", afirma com extrema emoção. Segundo ele, as grandes empresas de sucesso são concebidas não por funcionários e sim seres humanos apaixonados pelo que fazem. O "Soleil mostrou-se o infinito da criatividade e me ensinou a ser um profissional muito mais paciente", confessa durante entrevista ao RH.com.br. Quando sobe no palco, ele consegue levar alegria através de personagens como clown e mostra porque o "espetáculo não pode parar". Deixo com você, a entrevista com empresário e artista Marcos Casuo, que essa semana é o destaque do 27º Congresso Brasileiro de Treinamento e Desenvolvimento, que aconteceu em Santos/São Paulo. Na oportunidade, Casuo conduziu a palestra espetáculo: "A Excelência na Prática". Tenha uma ótima leitura!



RH.com.br - Você possui uma história que inclui a passagem por uma empresa que impressiona não apenas pelo porte, mas também pela emoção que transmite ao público - o Cirque du Soleil. Saiu de lá e fundou o Universo Casuo. Por que essa vontade de criar o seu próprio mundo?

Marcos Casuo - Todos nós temos um objetivo na vida seja ele profissional, seja pessoal, e muitas vezes até momentâneo. A luta é constante para obtermos o que sonhamos e se conseguimos sonhar, então, podemos com certeza realizar. A vontade de realização vem com o decorrer do tempo, principalmente quando a paixão pelo que fazemos é maior que qualquer obstáculo, isso nos impulsiona ao ponto mais alto que é o prazer de poder visualizar o sonho. Por inúmeras vezes, meus amigos me pegavam sonhando acordado e por esses momentos fui motivo de chacota, piadas e dingol - músicas com rima sobre meus desejos. Hoje consigo descrever o indescritível que está relacionado ao meu desejo de criar e realizar. Sair do Cirque du Soleil para montar o meu Universo foi mais um salto em minha vida. Descobri que o circo está no coração do povo e o nosso Brasil precisa de mais cores, alegria e de um projeto que pudesse motivar, vibrar, emocionar e, principalmente, resgatar nas pessoas o desejo de viver, vencer e sonhar. O Projeto UC se encaixa perfeitamente dentro dos moldes corporativos devido à minha experiência com o famoso Cirque du Soleil e de toda a sua gestão. Minha mais nova história como líder e empreendedor no Universo Casuo encanta e mostra para os nossos clientes e gestores o possível do imputável, mostra que ele existe e é palpável. Por esse motivo criei o Universo Casuo para também mostrar ao Brasil que não somos bons apenas em futebol ou carnaval.

RH - Você ainda utiliza as experiências adquiridas no Cirque du Solei no dia a dia?

Marcos Causo - O Cirque du Soleil não é uma escola, por mais que muitos artistas ainda pensem que se conseguirem entrar para o Soleil, irão aprender muito. Isso não existe, pois já saímos pronto para executar nossas funções. O Cirque du Soleil contrata artistas e profissionais experientes nas modalidades que são exigidas. No meu caso como acrobata, comediante e artista performático. Quando cheguei ao Canadá fomos treinados para exercer determinados personagens e quadros, fui submetido a ensaios diários para a adequação das modalidades e a criação dos personagens, isso quando entramos para uma nova criação. Mesmo assim fui escolhido para esses ensaios. Quando fui para o Soleil já sabia que iria fazer e o que precisaria treinar. Eles não interferem em sua técnica, mas mostram-lhe a forma que preferem trabalhar e com isso nos dão liberdade para ousar e descobrir nossos limites de recriação. O que utilizo no meu dia a dia em minha empresa é o respeito, a admiração e o reconhecimento de toda a minha equipe, isso foi o que mais me chamou a atenção no Soleil. Por isso, preso por uma vida melhor aos nossos artistas e nossos colaboradores. Descobri que as grandes empresas de sucesso são concebidas não por funcionários e sim seres humanos apaixonados pelo que fazem. O Soleil mostrou-se o infinito da criatividade e me ensinou a ser um profissional muito mais paciente.

RH - Ao dar esse passo, você mostrou características de liderança e formou uma equipe que vence e supera desafios diariamente. Quem está à frente do UC: Marcos Casuo ou o artista que sobe no palco? Marcos Causo - Quem está à frente desse projeto, ou melhor, na liderança disso tudo é o senhor Marcos Casuo. Porém, sempre tenho ao meu lado meus amigos e profissionais que são auxiliados por mim e que também contribuem para toda e qualquer decisão. Como em toda empresa, seguimos os alicerces e os exemplos de empresas do mundo do entretenimento, para que possamos nos basear apenas na infraestrutura e na modernidade que o mercado oferece e, principalmente, naquilo que os nossos seguidores, fãs e no público, em geral, buscam. A vantagem do senhor Marcos Casuo e o artista Casuo é que ambos são conhecedores das necessidades de logística empresarial e da logística artística. O artista Casuo passou por tudo isso e também viveu na pela a falta de estrutura nos eventos, shows e convenções. Isso influencia muito o psicológico de um artista, algo que não permito dentro de minha produtora. Muitas vezes quando somos chamados para entreter, nossos clientes encontram uma forma inusitada de cativar seus clientes e dar continuidade ao business e à network. Resumindo, existe muito do Marcos Casuo empresário e do artista Casuo que busca o respeito, o reconhecimento da classe artística e a excelência exigida por todos os nossos contratantes.

RH - O circo sempre é visto como uma grande família, mas mesmo assim não deixa de ser uma empresa. Como é ser líder de uma organização que oferece ao público magia e emoção?
Marcos Causo - No Brasil, não vejo a grande parte dos circos como empresa, parece que muitos fogem dessa responsabilidade e principalmente do comprometimento. O Brasil não é referencia de arte circense, como a Rússia, a Índia, a China e a Europa. Porém, os brasileiros sabem da nossa cultura circense, das caravanas e da rotina familiar, pois para o senso foi muito importante tais informações. Como empresário e presidente do Universo Casuo, também fiquei apreensivo com tamanha responsabilidade e hoje sou realizado em saber que proponho alegria, que vendemos sonhos e que na grande maioria o resultado é imediato. A expansão do nosso Universo está apenas começando e em tão pouco tempo atingimos mais de um milhão e 300 mil pessoas em menos de três anos de existência, sendo que 85% são as empresas de grande e de médio porte que se identificam com os nossos objetivos e a forma que encontramos de inovar. Porém, a minha história de vida e de persistência vem de encontro com quase tudo que somos, quando entretemos nossos clientes, estamos entretendo os clientes de nossos clientes, de futuros amigos, pois não existe um único business que deixou de se encantar com o nosso Universo. Isso não tem preço e a relação com o mundo corporativo fica a cada dia mais estabilizada. Isso me faz sentir vivo e feliz, pois quando chegamos à cidade com o meu circo, famílias se deslocam para nos prestigiar, não pela mídia investida e sim pelo simples fato do seu pai ou da sua mãe ter tido o prazer de nos ver em uma das convenções que a empresa, onde eles trabalhavam, proporcionou. Motivamos pessoas que são apelidadas de funcionários. Sabe como é ser líder de um projeto como esse? Eu estou vivendo a cada dia como se fosse o meu último dia de vida, tão quanto maior do que o dia que fui chamado para trabalhar na maior empresa de entretenimento circense do mundo o Cirque du Soleil.

RH - A diversidade das pessoas é indiscutível no UC. Como você faz para que esses talentos abracem o seu sonho? 
Marcos Causo - Muitos dos nossos artistas são convidados pelo talento e pela vontade de vencer, seus sonhos são tão importantes como a diversidade deles. A alma de artista é a sua razão e muitos não precisam de incentivo para continuar. Eles precisam de reconhecimento, respeito, aplausos e condições de trabalho para continuarem criando e atuando por muitos e muitos anos, a sua boa remuneração é consequência da sua magia e encanto do seu profissionalismo e comprometimento com o projeto. Queremos crescer juntos e para siso acontecer precisamos de todos e principalmente de sugestões, ideias das quais a nossa equipe muitas das vezes abusa de tanta criatividade. Eu sou do tipo que toda ideia é valida, pois para mim não existem ideias ruins. Tudo depende de como construímos e produzimos o inusitado. Somos apaixonados pelo inusitado e por novos desafios. Isso deixa toda a equipe UC ansiosa (risos).

RH - O desafio de superar limites é uma constante no Universo Casuo. A magia do circo ajuda os talentos vencer os desafios? Marcos Causo - Os valores e as profundas convicções do Universo Casuo baseiam-se na audácia, na criatividade e na imaginação de nossa equipe: a semente de nosso sucesso. Na companhia UC, a criatividade é a injeção para todos os esforços, exploramos um leque de infinitas possibilidades. Por este motivo, os desafios criativos são de enorme importância para cada projeto, seja o espetáculo ou qualquer outra ação inovadora. A magia que envolvente do circo é notável e funciona como combustível para toda equipe artística que acaba também envolvendo todos da técnica. Parece conto de fadas (risos), mas é assim que funciona. Isso é equipe isso é a nova geração de artistas circenses. Artistas que se apaixonaram por esse mundo encantador, que se consideram circenses mesmo não tendo nascido em um circo.

RH - Qual a marca registrada de Marcos Casuo como líder organizacional? Marcos Causo - O Sonho. Menciono em minhas palestras sobre um desenho chamado: o fantástico mundo de Bob. Um garoto sonhador que se teletransporta para dentro dos seus sonhos e vivência em tempo real seus desejos e suas vontades. A diferença dele para mim é apenas a idade (risos).

RH - Quais as principais competências, além das técnicas, que um profissional deve ter para ingressar no seu time? Marcos Causo - Paixão pelo que faz. Disciplina, comprometimento, amor à arte, vontade de vencer, ser inovador, perseverante e sonhador.

RH - No que se refere a líderes e equipes, que similaridades existem entre o circo e as empresas de outros segmentos como varejo, indústria, entre outros? Marcos Causo - Relacionado à empresa, o circo não deixa de se comprometer e atuar como uma empresa. Dentro dele existe todo um organograma a ser seguido e respeitado como em todas as grandes empresas, e isso gera a organização entre os setores. Em meu circo, ou seja, no Universo Casuo nossos segmentos de abordagem - vendas e publicidade seguem os mesmos parâmetros de qualquer empresa de entretenimento. O diferencial é a forma que apresentamos, estamos sempre atualizando nossas tecnologias e isso aguça muito a curiosidade de todos. Não tenho como comparar ou dizer se existe alguma similaridade entre o circo e outras empresas, pois o alicerce de cada uma baseia-se na ideologia e na estratégia de cada um. Mas tecnicamente essa comparação tem seus similares a não ser a logística, pois o circo é a única empresa mambembe que gira pelo mundo transportando seus artistas, técnicos e seu pessoal apelidado no mundo corporativo de funcionários.

RH - Você promove trabalhos para empresas, qual o seu principal objetivo ao realizá-los?
Marcos Causo - Sim. Meu objetivo é promover entretenimento de qualidade, motivacional e artístico para todas as classes sociais. Com a mesma excelência e profissionalismo que outras empresas internacionais vêm realizando, porem faço isso com um projeto 100% brasileiro dentro do nosso país.

RH - Se, nesse momento, o UC fizesse uma apresentação para um público de líderes que vivenciam problemas com seus times, qual seria principal mensagem que você e sua equipe deixariam?

Marcos Causo - Sinergia. A excelência das apresentações do UC foi conquistada através de um grande trabalho, realizado em equipe e com total comprometimento de todos os envolvidos. Ninguém faz algo sozinho! Sinergia, trabalho em equipe, essa é a mensagem.
www.universocasuo.com.br

Postagens mais visitadas deste blog

A sua atuação reflete no dia a dia de todos os envolvidos / Marcos Casuo

Nada é impossível para a felicidade! Permita que ela faça parte de todos os seus dias! 
Click aqui:  #UniversoCasuo
Tel: 11 2868 0408

Universo Casuo Figurinos

Vocês sabiam que os  figurinos da Universo Casuo após serem confeccionados são pintados a mão e todos os adereços são feitos pelo próprio @MarcosCasuo!!!
www.UniversoCasuo.com.br 
Tel: 11- 2868 0408 / 11 99943 9594

A TRUPE por Marcos Casuo

A trupe é minha segunda família. É formada por pessoas pelas quais eu me dedico e aposto, pois sei que elas fazem o mesmo por mim. No time do Universo Casuo nós trabalhamos o presente e um futuro esperançoso para surpreender e encantar!

Muitas vezes passamos mais tempo com a trupe do que com a nossa primeira família. E quem não está com a gente no palco ou nos bastidores precisa se esforçar para entender a vida do artista de circo. Por isso, é preciso se assumir parte da trupe apenas quando estiver pronto para esse compromisso.  Em qualquer função você com certeza será também um contorcionista para conciliar eventos e momentos perto de quem se ama, mas não se pode estar sempre. É preciso ser flexível para administrar seus compromissos familiares, pessoais, sociais e de trabalho.

Quem tem uma trupe, nunca terá a sensação de estar sozinho ou desamparado, pois a trupe é o alicerce que todo artista necessita. A trupe é onde tudo se compartilha!

Abraços. 
www.UniversoCasuo.com.…